segunda-feira, 7 de maio de 2012

o livro de reclamações sff

Este fim-de-semana o meu filho foi com as primas à kidzania, a prima Catarina fazia anos e lá foi ele todo contente. Eu nunca lá fui, mas confesso que estava curiosa e quando o reencontrei quis saber tudo!

Veio cheio de dinheiro (kidzos), carta de condução tirada (assim já despachou a coisa), cartão da galp e do continente. Parece que trabalhou num hospital, numa pizzaria, onde fez a sua própria piza, na compal a fazer sumos... foi à discoteca e fez corridas de carros, enquanto as primas foram à manicura. Um dia em grande portanto.

Mas houve algo que o deixou indignado! Quando chegou a casa o meu filho esperava que o Continente tivesse já entregue as suas compras. É que ele comprou o jantar (que pelos vistos seria peixe) e quando foi pagar não o deixaram trazer as embalagens (vazias, só de brincar). Perante o espanto do meu filho, parece que a senhora disse-lhe "nós entregamos em casa." E o rapaz ficou descansado. 

Afinal, era mentira...

Quando tentei explicar ao Francisco que era tudo a brincar e que as embalagens tinham que ficar naquele Continente de brincar ele ficou incrédulo "mas a senhora disse que entregavam em casa! Porque é que ela disse, então?". E ele tem razão! Ó senhores do Continente da Kidzania, atenção ao que dizem às crianças!!! É que depois sobra para os pais!

Eu por mim já disse ao meu filho, da próxima vez vamos lá e pedimos o livro de reclamações! Afinal, onde é que estão as compras?

1 comentário:

O Sexo e a Idade disse...

Ahahahahahahah!
O miúdo tem razão!
Olha isso de ele ter despachado a carta é que é bom; eu acabei de desembolsar €500,00 há duas semanas para a carta do meu.
Que pena na altura não haver Kidzania...