terça-feira, 20 de novembro de 2012

No presente e no futuro

Eu não penso no futuro.
Não me ponho a imaginar como serão e o que farão quando forem grandes.
Não vos visualizo na universidade, nas saídas à noite, na procura de emprego...
Não imagino os vossos casamentos, se terão ou não filhos.
Claro que por vezes eu e o pai comentamos "como será quando crescerem...". Mas mais por curiosidade do que esperança.
Não sei se vão ser gays ou hétero. Se terão muito dinheiro ou pouco. Se serão ambiciosos ou comodistas.
Não tenho portanto expectativas que sejam de uma maneira ou de outra. Não que não acredite nas vossas capacidades, muito pelo contrário... Mas quero que cada um siga o seu caminho levado pelo coração e isso... eu não posso adivinhar o que será...
Sei que nos vamos chatear por vezes. Sei que vos vou ver tristes outras...
Mas o meu único desejo, aquele MESMO importante, é que vocês sejam felizes. Que continuem felizes. Que encontrem sempre a felicidade. E nessa busca (se alguma vez a perderem) lembrem-se que ela está cá dentro e não por aí fora. É uma questão de encontrá-la, não de procurá-la. Vocês nasceram com ela. São duas crianças felizes. E se virem bem, escolhem pouca coisa! Tudo vos é apresentado como escolhas nossas (minhas e do pai) e mesmo assim, vocês são felizes!
Não se preocupem em agradar os outros, só se isso vos agradar a vós próprios.
Sejam sinceros, sejam genuínos!
Sejam amigos.
Sejam bondosos.
Amem sem limites :)
Não tenham pressa em crescer.
E saibam que podem contar sempre com o nosso amor incondicional.

4 comentários:

soumaiseu.blogs.sapo.pt disse...

Olá Marta! As tuas palavras poderiam ser minhas... Acho que o mais importante é que sejam felizes! Tudo o resto vem depois, com tempo e a seu tempo! A nós cabe-nos formar e guiar... Este é o verdadeiro papel de uma mãe! Pelo menos eu penso assim...

Idamamalis disse...

:)

Quase nos "entas" disse...

e que tenham muita SAUDE!!!
é isso mesmo :)
beijinho

Idamamalis disse...

Sim! que tenham MUITA SAUDE!
sem dúvida. :)